Notícia
Santa Casa investe em equipamento de esterilização
09/10/2014

Autoclave atende a demanda de aproximadamente mil cirurgias e 200 partos por mês, além de procedimentos ambulatoriais

A Santa Casa de São Carlos investiu em novos equipamentos para trazer precisão e rapidez em seus procedimentos cirúrgicos. A entidade acaba de instalar duas novas máquinas de esterilização de material cirúrgico chamada autoclave. Com este novo dispositivo dobrou-se o volume de material esterilizado, o que vem ao encontro da necessidade do hospital diante da demanda de aproximadamente mil cirurgias, 200 partos, entre cesária e normal e os procedimentos ambulatoriais realizados no mês pela equipe da Santa Casa.

O provedor Antônio Valério Morilas Júnior afirmou que o investimento faz parte da renovação que a Santa Casa vem efetuando com uma gestão moderna e arrojada. “Um controle efetivo da esterilização afeta diretamente na redução do índice de infecção hospitalar e atende ás regras estipuladas pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]”.  O investimento de R$ 250 mil, que parte veio através de emenda parlamentar, inclui ainda a reforma das autoclaves antigas.

De acordo com a enfermeira supervisora da Central de Materiais da Santa Casa, Priscila Martelli, a autoclave irá atender a demanda da Santa Casa e Maternidade, como também os ambulatórios Oncológico e do Ceme (Centro de Especialidade Médica), ambos da Prefeitura. “O equipamento esteriliza desde instrumentais cirúrgicos, tecidos de enxoval e outros materiais usados pela equipe médica e de enfermagem”, explicou.

A autoclave é um equipamento essencial para um bom desempenho do hospital. Com o arsenal de instrumentos cirúrgicos estilizados adequadamente, reduz-se ao mínimo as chances de uma infecção hospitalar. “O protocolo de procedimento na Central de Materiais é bastante rigoroso, a aquisição de uma autoclave moderna e significativamente maior, traz ao setor um dinamismo que a atual demanda de cirurgias já exige”, relatou Priscila.

A nova autoclave tem capacidade de 600 litros, é o dobro da antiga, além de mais tecnológica, o que facilita o manuseio. Com o investimento o setor contará num futuro próximo com cinco equipamentos de autoclave.  Com as máquinas instaladas cria–se a possibilidade de se ter uma rotina de manutenção. Esse componente técnico afeta de forma positiva diretamente o paciente, já que eleva-se  a segurança durante as cirurgias.

Priscila revela que, mesmo sendo um trabalho com material, o serviço feito pelo setor atinge diretamente o paciente.

Exemplificando, o que se é esterilizado pela autoclave: são kis de instrumentos cirúrgico, de parto, vidros lactários para receber a doação de leite materno, material de implante da neurocirurgia, ortopedia e cirurgia cardíaca.

Com o avanço da tecnologia, casa vez mais se utiliza as cirurgias por vídeo, procedimento com baixo risco e muito pouco invasivo. A autoclave está apta a esterilizar o instrumental usado nas vídeo-cirurgia, modalidade que vem ganhando adeptos dentro do corpo médico da Santa Casa.

 

Legenda

Equipamento Autoclave sendo manipulado por Priscila; máquina esteriliza material cirúrgico e de parto.

Crédito – Hever Costa Lima/Divulgação 




E-mail Banco de Sangue - clique aqui
ligue: (16) 3509-1230

E-mail telemarketing - clique aqui
ligue: (16) 3509-1270

Parceiros:
Rua Paulino Botelho de Abreu Sampaio, 573 Vila Pureza, São Carlos - SP     •     Telefone: (16) 3509-1100